Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Ideias de brincadeiras para fazer com as crianças dentro de casa

Neste momento pelo qual todos estamos passando, uma das principais preocupações de quem tem crianças dentro de casa é mantê-las na ativa, evitando assim que elas fiquem muito tempo concentradas em uma tela, vendo desenhos ou jogando no celular.

 É importante incentivar aos pequenos para que eles usem a imaginação, aprendam e também mexam o corpo. Existem inúmeras ideias de brincadeiras que você pode fazer com eles enquanto não for possível sair de casa. Aqui separamos algumas delas. Veja só: 

Crianças de 0 a 5 anos 

• Contação de histórias: além de ser um momento aconchegante em família, contar histórias pode servir para exercitar a imaginação das crianças. Dá para ler o livrinho preferido dela ou inventar uma história nova e contá-la com criatividade, usando pelúcias, brinquedos, desenhos ou até fantoches caseiros. 

Encaixe de formas e cores: para dar um incentivo no desenvolvimento motor e cognitivo dos seus filhos pequenos, você pode desenhar em um papel ou cartolina várias formas geométricas como círculos, quadrados, triângulos e outras. Com pedaços de papel colorido, corte as mesmas formas no tamanho dos desenhos e dê para que o seu pequeno brinque de encaixar. 

Outra ideia é pintar latinhas, copos ou potes plásticos de diferentes cores e incentivar as crianças a guardar ali dentro objetos (bolinhas, quadrados, etc.) que tenham a mesma cor do pote. 

• Brincadeiras com caixa de papelão: quem nunca brincou com caixas de papelão quando era pequeno, não é mesmo? Esse recurso, além de ecológico, pode ser a fonte para inúmeras brincadeiras com os filhos dentro de casa. Dá para montar uma cabaninha para eles dormirem embaixo, ou construir uma casinha de bonecas personalizada. Para as crianças que gostam de desenhar por tudo, é uma boa ideia colocá-las em uma caixa grande e deixá-las soltar a criatividade nas paredes de papelão!

Crianças de 6 a 9 anos

• Telefone sem fio: às vezes não tem coisa melhor que voltar aos clássicos. A brincadeira de telefone sem fio intriga até hoje crianças de diferentes idades. Além de simples, pode ser muito divertida. Basta fazer um furo no fundo de duas latinhas ou de dois copos plásticos e passar um barbante conectando-os. Logo, mantenham uma distância de modo que o barbante fique esticado, e comecem a conversar. Um fala dentro da latinha, e o outro a coloca no ouvido para escutar. 

• Strike (ou boliche): junte entre seis e dez garrafas ou rolos de papelão. Pegue uma bola feita de meias, bolinha de tênis ou qualquer outra, determine a distância para lançar e pronto! Quem tiver a melhor pontaria e derrubar a maior quantidade de “pinos”, ganha. 

• Cidade imaginária: já que não dá para sair de casa, por que não criar a sua própria cidade? Aqui a caixa de papelão pode voltar a entrar em cena, ou você também pode usar uma cartolina. Desenhem juntos uma pista para carrinhos, e inventem uma cidade imaginária com teatros, escolas, semáforos, parques e o que mais a criança quiser!

Crianças de 9 a 12 anos 

• Stop!: esse jogo, também conhecido como adedonha, é muito legal para treinar o vocabulário e a cultura geral das crianças. Basta um papel e uma caneta para cada um. Criem uma tabela com os assuntos que mais gostarem ou que forem mais simples como “Nomes de pessoas”, “Super-heróis”, “Frutas”, entre outros.

Para começar, os jogadores se alternam para escolher a letra da vez, um dita o alfabeto e o outro fala “stop!”. A letra que parar é aquela que vale para a rodada. Então, é preciso preencher uma linha da tabela com palavras que comecem com aquela letra, e o primeiro a terminar grita “Stop!”. Quem somar mais pontos, ganha. 

• Jogos de tabuleiro: os jogos de tabuleiro clássicos como xadrez, damas, batalha naval, entre outros, também ajudam a estimular as habilidades cognitivas. Muitos destes jogos estão disponíveis para imprimir, então fazer essas brincadeiras é mais fácil do que parece. Além disso, é diversão garantida para toda a família. 

• Palavra e ação: este jogo é para incentivar a imaginação e também mexer um pouco o corpo. Escrevam diferentes palavras em papeizinhos que deverão ser colocados dentro de um pote ou panela. Logo, formem equipes (é mais divertido se forem pelo menos quatro pessoas, mas também dá para jogar em dois). Cada equipe tira um papel e, com o tempo cronometrado, terá que fazer mímica para que a outra pessoa adivinhe a palavra. Quem acertar mais, ganha.

Em outra versão mais desafiante deste mesmo jogo, também dá para fazer uma rodada onde quem adivinha deve ficar com os olhos fechados e a outra pessoa só pode emitir sons (não palavras) que representem a palavra escrita no papel.  

Conclusão

É claro que a maioria destas atividades também podem ser feitas com todos os seus filhos juntos, mesmo que sejam de faixas etárias diferentes. Você pode delegar funções para a criança mais velha, e ensina-los para ajudar o menor a executar tarefas mais simples. Também voltar às brincadeiras clássicas pode ser uma ótima maneira para se conectar com os filhos, já que você pode ensiná-los coisas que fazia quando também era criança.

Estes períodos de quarentena são um momentos difíceis para todos nós, mas também é uma oportunidade para aproveitar mais tempo junto com a nossa família. A dica fundamental nestas situações é também voltar um pouco à sua infância e deixar-se levar pela energia dos pequenos! 

Gostou das ideias? Então compartilhe com os seus amigos e familiares, e siga o Instagram da Adriática para ver mais conteúdos sobre decoração e viver bem. 

Rolar para cima